Ordem de Vacinação
em Balneário Pinhal 

Responda às perguntas clicando no botão abaixo e descubra qual a sua posição no plano de vacinação elaborado pelo Governo Federal

Cadastre-se para a Vacinação em Casa

Seu cadastro é muito importante para nós. Ele vai servir para otimizar a logística da Vacinação em Casa e você estará ajudando o Município a obter dados precisos.  Assim vamos pleitear o número de doses necessárias para atender todos os residentes permanentes e temporários de Balneário Pinhal.

Vacinação - Balneário Pinhal

Informamos que o Calendário de Vacinação, informado inicialmente pelo Ministério da Saúde, sofreu mudanças. As faixas etárias a serem vacinadas serão chamadas conforme a fila de prioridade já estabelecida, na medida que chegarem as doses no município, via 18ª Coordenadoria Estadual de Saúde.

Saiba tudo sobre a vacinação

Conheça as dúvidas e perguntas mais frequentes sobre a vacinação

A vacinação inicia inicia do dia 25 de janeiro para as pessoas pertencentes à fase 1. Responda o questionário no topo desta página para descobrir o seu lugar na fila de vacinação.

Você não deve ir ao posto de saúde. Nesta primeira fase a vacinação ocorrerá nos domicílios de cada cidadão.

Devido a alta demanda de vacinação será comum, para muitos, a espera pela visita da equipe de saúde. Pedimos a todos que aguardem. Se, ainda assim, você acredita que já deveriam ter visitado o seu domicílio, é possível entrar em contato através do telefone exclusivo do município para atendimento referente à vacinação. O numero é o (51) 99451-3775.

Você pode entrar em contato através do telefone exclusivo do município para atendimento referente à vacinação.
O numero é o (51) 99451-3775.

1- Já tive COVID-19: SIM, PODE TOMAR. Após 30 dias da alta da doença.
2- Estou grávida: NÃO PODE TOMAR, POR ENQUANTO.
3- Pretendo engravidar: NÃO HÁ ESTUDOS.
4- Estou amamentando: NÃO PODE TOMAR.
5- Participei de um estudo de vacina anti-COVID-19: NÃO. ESPERE SER CHAMADO PELO ESTUDO.
6- Vivo com HIV: SIM, mas somente com prescrição médica.
7- Tenho asma, DPOC, cirrose, diabetes, pressão alta, cardiopatia, epilepsia: SIM, mas somente com prescrição médica.
8- Tenho diabetes: SIM, mas com a receita do medicamento.
9- Tenho tatuagem: SIM
10- Tratei de câncer: SIM, mas somente com prescrição médica.
11- Estou tratando de câncer: SIM, mas somente com prescrição médica.
12- Alergia a outras vacinas: SIM, se não houver alergia a qualquer um dos componentes da vacina (hidróxido de alumínio, hidrogenofosfato dissódico, di-hidrogenofosfato de sódio, cloreto de sódio, e hidróxido de sódio). Se houver dúvida contate o seu médico. Não tire esta dúvida pelo telefone exclusivo da vacinação, pois o canal não é adequado para isto.
13- Alergia a ovo: SIM.
14- Tive febre nas últimas 24 horas (>37,5º C): NÃO. 
15- Estou com febre (> 37, 5º C): NÃO. 
16- Tive febre há mais de 24 horas: NÃO. Você só poderá se vacinar após 7 dias sem sintomas gripais.
17- Tomo corticoide: SIM.
18- Tomo imunossupressor: SIM.
19- Tomo imunobiológico (anticorpos monoclonais): SIM.
20- Sou transplantado/a: SIM, mas somente com prescrição médica.
21- Tomei outra vacina contra COVID: NÃO.
22- Tomei vacina contra outras doenças: SIM, mas somente após 30 dias da data da última vacina.
23- Tenho uma pessoa imunossuprimida/doente em casa ou próxima: SIM.
24- Tomo anticoagulante: Esta vacina, assim como todas as vacinas injetáveis, deve ser administrada com precaução em indivíduos com trombocitopenia ou coagulopatias, uma vez que podem ocorrer hemorragias após a aplicação IM nestes pacientes. Colocar gelox no local por 5 minutos e pressionar o local após a aplicação, se possível.
25- Sou idoso/a: SIM.
26- Tenho uma doença autoimune: SIM.
27- Tomo imunoglobulina: SIM.
28- Estou tomando antibiótico: SIM.

Para a CoronaVac, do Instituto Butantan, a 2ª dose ocorerrá de 21 a 28 dias após a 1ª dose.
Já para a AstraZeneca/Oxford, da Fiocruz, a 2ª dose será até 12 semanas após a 1ª dose.

MUITO COMUNS (≥10%):
Locais: Dor no local da injeção.
Sistêmicos: Cansaço, fadiga, Dor de cabeça.

COMUNS (≥1% a <10%)
Locais: Edema, prurido, enduração no local da injeção
Sistêmicos: Náusea, Diarreia, Dor muscular, Tosse, Dor articular, Coceira na pele, Nariz escorrendo, Dor de garganta, Congestão nasal.

INCOMUNS (<1%)
Locais: hematoma no local da injeção.
Sistêmicos: Vômitos, Febre, Exantema, Dor na orofaringe, Espirros, Tontura, Dor abdominal, Sonolência, Mal-estar, Rubor, Dor/desconforto nas extremidades, Dor nas costas, Vertigem, Edema, Dispneia, Diminuição de apetite,

DESCONHECIDOS:
É uma vacina nova, podem ocorrer efeitos desconhecidos até o momento.

Colocar compressa fria no local e tomar analgésico.

Sim.
Você deverá continuar a:
- evitar aglomeração.
- manter distanciamento das pessoas.
- evitar ambientes fechados.
- usar máscara.
- manter cuidados de higiene.

Atendimento exclusivo sobre a Vacinacão por telefone:
Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

(51) 99451-3775

VACINAÇÃO EM NÚMEROS - BALNEÁRIO PINHAL

DOSES APLICADAS NO MUNICÍPIO

10465

1ª DOSE

6144

2ª DOSE

343

DOSE ÚNICA

16952

TOTAL APLICADO

Vacinas no Brasil

Por enquanto, há duas vacinas com pedido de autorização emergencial na Anvisa: a AstraZeneca/Universidade de Oxford e a CoronaVac, produzidas no Brasil pela Fiocruz e pelo Instituto Butantan, respectivamente. Veja como elas se comparam com outras vacinas em fase III, a mais avançada de testes.

Doses no Brasil

Fiocruz

AstraZeneca

A proposta da Fiocruz, que produzirá a vacina da AstraZeneca no Brasil, é entregar 100,4 milhões de doses até o final do primeiro semestre de 2021. No segundo semestre, a produção passará a ser 100% nacional na Fundação e mais 110 milhões de doses serão entregues ao Ministério da Saúde, totalizando cerca de 210 milhões de doses durante todo o ano.

Butantan

CoronaVac

Já com o Instituto Butantan, o Ministério fechou um acordo de compra de até 100 milhões doses da CoronaVac para o ano de 2021. O contrato garante a entrega inicial de 46 milhões de unidades, podendo ser renovado para outras 54 milhões. O Butantan afirma que produzirá 1 milhão de doses por dia, e a expectativa é dobrar a produção a partir de maio.

Eficácia das Vacinas

A Coronavac têm eficácia de 50,4% enquanto que a vacina AstraZeneca/Oxford tem 70%.

Em entrevista ao GLOBO, a coordenadora no Brasil dos ensaios clínicos do imunizante de Oxford, Sue Ann Costa Clemens, afirma que o produto já apresenta eficácia de 70% na primeira dose. Isso possibilitaria que a segunda dose fosse administrada três meses após a primeira, de acordo com os estudos clínicos.

70%

AstraZeneca/Oxford

50,8%

CoronaVac

Já as vacinas da Pfizer/BioNTech e da Moderna alcançaram uma eficácia de 90%. O mínimo de eficácia exigido pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para uma vacina contra o coronavírus é de 50%.

90%

Pfizer/BioNTech

91,4%

Sputnik V

94,5%

Moderna

O Brasil testa apenas quatro das vacinas em estudos de fase 3: Astrazeneca/Oxford, CoronaVac, Pfizer/BioNTech e Janssen (J&J). As duas primeiras já têm acordos para produção de imunizantes no país, e a Rússia também firmou uma parceria de transferência de tecnologia com a União Química para produzir a Sputnk V no Brasil. O governo avança em negociações para compra de doses da vacina da Pfizer e também faz parte do Covax, plano da Organização Mundial de Saúde para acelerar o desenvolvimento de imunizantes e universalizar o acesso.

Novavax 

SEM DADOS

0%

Sanofi

SEM DADOS

70%

Janssen (J&J)

SEM DADOS

*Fonte: Duke Global Health Innovation Center. Mapping COVID-19 Vaccine Pre-Purchases Across the Globe.

Apesar de as vacinas Coronavac e a da AstraZeneca/Oxford apresentarem uma eficácia geral menor que as da Pfizer/BioNTech e da Moderna, elas demonstraram, nos estudos clínicos, uma eficácia de 100% para evitar casos graves da Covid-19 e, consequentemente, os óbitos. Portanto, são seguras e eficazes para o principal objetivo de uma vacina, que é diminuir a circulação do patógeno e evitar óbitos causados por ele. 


AstraZeneca/Oxford e Coronavac: Eficácia de 100% para evitar casos graves da Covid-19 e, consequentemente, os óbitos.


TRANSPARÊNCIA COVID-19

Veja os dados referentes à vacinação contra a COVID-19 em Balneário Pinhal.

Dados Vacinais

Clique para abrir o PDF com as informações

Atualizado em: 18/08/2021

Poder Executivo Balneário Pinhal

Atendimento 

(51) 99451-3775
Horário de atendimento da unidade de saúde:

Segunda a sexta, das 8h às 12h e das 13h às 17h.

Fontes